O instinto humano básico e principal não é sexo nem agressão. É a buscar contato e conexão reconfortante de outro ser.

 

O psiquiatra Inglês, John Bowlby, foi o primeiro a oferecer-nos essa visão do que hoje chamamos de apego. Bowlby propôs que somos projetados para amar algum outro ser que vai nos segurar e proteger desde o berço até o túmulo. Embora o sexo possa nos empurrar para acasalar, é o amor que garante nossa existência. Quando viemos ao mundo, chegamos vazios para procurar conexão com outro ser humano. Se você assistir um bebê nascer, vai notar a maneira como ele vai se ligar à pessoa que o formou por nove meses. O sistema de apego do cérebro move a criança a buscar proximidade física e construir interações com algumas de suas pessoas mais próximas, começando com a mãe. Os bebês vêm com uma coleção de comportamentos – olhando, sorrindo, chorando, agarrando-se para chamar a atenção.  Estes comportamentos atraem o cuidado e proximidade dos adultos.

The following two tabs change content below.

Marta Rocha

Latest posts by Marta Rocha (see all)